Mamografia digital x Mamografia convencional

Embora a mamografia seja um exame notório e versátil, para a comunidade científica, é importante perceber as diferenças que os tipos de mamografia apresentam – e com finalidades igualmente distintas.

Pensando nisso, reunimos para este post as principais particularidades de cada uma delas – entre a mamografia digital e a mamografia convencional – para que você possa informar seus pacientes cada vez com mais qualidade.

Confira, e explore os segredos da mamografia conosco!

O que é e a importância do exame de mamografia

Em resumo, a mamografia é um exame radiológico cuja finalidade é a observação e análise das mamas por meio de um aparelho de raio-X – conhecido como mamógrafo.

Com ele, é possível realizar a identificação de lesões benignas e cânceres, normalmente apresentados como nódulos ou calcificações nesses exames.

Além disso, a mamografia é um exame fundamental na detecção precoce do câncer de mama – podendo, inclusive, ser identificado antes de ser realizada a palpação.

Para se ter uma ideia da importância do exame de mamografia: o estudo Swedish Two-County Trial of mammographic screening, feito com 133.065 mulheres em 30 anos, aproximadamente, revelou que a mamografia foi determinante em reduzir 30% das mortes relacionadas ao câncer de mama.

mamografia-digital-x-mamografia-convencional-1

Tipos de mamografia: mamografia digital x mamografia convencional

São dois, os tipos de exames de mamografia que podem ser realizados: mamografia digital e mamografia convencional.

A diferença entre eles está, principalmente, no método com o qual ocorre a captação da imagem mamográfica. Vamos às particularidades de cada um?

Mamografia convencional

Com o auxílio de um filme, faz a exposição da mama ao raio-X. Em seguida, a imagem é armazenada nesse filme.

Mamografia digital

O aparelho, neste caso, transforma o raio-X em sinal elétrico e envia as informações para um computador. Com isso, nota-se um certo avanço, nesse tipo de exame, pois a imagem pode ser armazenada e também recuperada de maneira eletrônica.

Consequentemente, isso permite ao radiologista uma facilidade maior para ajustar as imagens, diretamente no monitor de sua estação de trabalho, seja para realçar ou ampliar alguma área.

Ou seja: é a tecnologia digital em ação para transformar a mamografia em um tipo de exame mais completo e eficiente na análise e diagnóstico dos seus pacientes. Sem falar que a mamografia digital também reduz a exposição à radiação dos pacientes.

No entanto, no que diz respeito ao exame de mamografia no diagnóstico do câncer de mama, não há nada conclusivo que aponte significativas diferenças entre uma e outra mamografia.

mamografia-digital-x-mamografia-convencional-2

Indicações de necessidade do exame de mamografia

Vale se atentar que a principal indicação do exame tem sido o rastreamento do câncer de mama. O que se traduz em uma necessidade para mulheres a partir de 40 anos de idade, visando a prevenção desse tipo de doença.

Entretanto, casos de família em que já tenham ocorrido câncer de mama, esse tipo de exame passa a ser indicado dez anos antes. Ou seja: quando a mulher chega à casa dos 30 anos.

Que fique, por fim, um aviso: a mamografia não é recomendada antes dos 25 anos, pois é ainda uma etapa em que as mamas são mais suscetíveis à radiação, tornando o exame mais perigoso.

Por isso, ainda que existam casos de câncer de mama na família, recomenda-se que o exame seja feito a partir dos 25 para a primeira mamografia.

Mas, além disso, a mamografia também é indicada para:

  • Avaliar alguma queixa clínica do paciente, como dor no local, presença de algum nódulo palpável ou mesmo alterações no aspecto da mama;
  • Complementar a avaliação iniciada por algum outro exames de diagnóstico por imagem, como a ultrassonografia, por exemplo.

E vale o reforço: embora em uma proporção muito menor (algo em torno de, a cada 100 mulheres, um homem pode desenvolver a doença), os homens também estão sujeitos ao câncer de mama. Por isso, vale ficar de olho em qualquer alteração nas mamas.

Procure primeiro na US e CIA

Agora que você já conhece os principais aspectos que diferenciam a mamografia convencional da mamografia digital, e descobriu tudo a respeito da importância do exame de mamografia, lembre-se de equipar a sua clínica, consultório ou laboratório com equipamentos de ponta.

E, para isso, procure primeiro aqui, na US e CIA, que também trabalha com uma linha qualificada de mamógrafos para aluguel!

us-book-dicas-boas-praticas-aparelho-ultrassom-ebook

Deixe um comentário