Como comprar um Ultrassom ideal de acordo com sua demanda e especialidade

Escolher um ultrassom pode ser um desafio para o profissional que ainda tem pouca experiência no mercado. Afinal, são muitas opções e os valores variam tanto que fica difícil saber qual a melhor escolha para as necessidades da clínica e dos próprios pacientes que são atendidos.

É claro que o objetivo é fornecer o melhor atendimento possível, apresentando resultados de exames mais assertivos e com a maior quantidade de detalhe possível.

Mas em quais situações ou especialidades é realmente preciso fazer um alto investimento em um ultra-som 3D, por exemplo, ou um aparelho com doppler é suficiente? Vamos responder a essas e outras perguntas no post de hoje, para te ajudar a escolher o ultrassom ideal de acordo com as suas necessidades.

Principais tipos de ultrassom

Os aparelhos ultrassom não são uma novidade para a medicina moderna, mas foram responsáveis por uma revolução na medicina na virada do século XX. A teorização do eco e do efeito doppler permitiu criar técnicas que mediam a densidade de ossos e massas dentro do corpo humano.

Ao agregar a tela, a utilização dos exames ultrassom aumentaram muito graças à confiabilidade da imagem. Agora era possível observar a estrutura de tumores, o crescimento de um feto e até procurar problemas estruturais e obstruções no sistema circulatório humano.

A partir daí, os avanços tecnológicos seguiram rapidamente, sempre utilizando o sistema Doppler, para a criação de aparelhos diferentes. Vamos a eles:

2D

Esse é o aparelho mais comum e simples de ultrassom. Ele fornece imagens em baixa resolução, 2D e normalmente em preto e branco. A maioria dos aparelhos já permitem a captação das imagens em um computador ou têm a capacidade de imprimir imagens, como fotos de embriões nos primeiros estágios da gravidez. São os aparelhos mais em conta, mas é preciso ter certeza que esse investimento valerá a pena, considerando que poderá ser trocado em poucos meses.

3D e 4D

Os aparelhos 3D e 4D são as imagens mais avançadas que existem. Permitem visualizar em detalhes estruturas, e pode até captar o som, no caso do 4D. São importantíssimo para a ginecologia, cardiologia e oncologia, onde é preciso ter uma visão detalhada das estruturas. Esses aparelhos ainda aceitam configuração de cores e luminosidade de acordo com o relevo do corpo analisado.

Ultrassom para contraste

Ideal para exames que envolvem análise de fluxo ou estrutura, o ultrassom para contraste possui um tipo de diferente de captação de movimentos. Além disso, as ondas geradas pelo aparelho podem reagir de forma diferente com o líquido de contraste, permitindo essa visualização.

Transdutores

Transdutores são os aparelhos que controlam a potência e frequência do envio das ondas ultrassônicas de alta frequência. Se você não possui muita experiência na área, os reconhecerá como a parte que o médico ou técnico segura no momento do exame. Existem vários tipos de transdutores, dependendo do tipo de exame que será realizado. Veja alguns:

  • Curvo ou convexo: destinado a exames de órgãos internos como fígado, rins, feto, útero, ovários e coração.
  • Linear: utilizado em exames dos órgãos externos e superficiais. São eles: tireóide, mamas, testículos, músculos e tendões, pele etc.
  • Endocavitário: transdutor especial para análise de órgãos internos, utilizando as vias naturais do organismo (esôfago, vagina e reto), ou vias artificiais durante cirurgias abertas ou fechadas (cirurgia hepática, neurocirurgia, endoscopia).
  • Especiais: utiliza os transdutores acima com tecnologia adicional (volumétrica, matricial, etc.), para obtenção de imagens 3D, 4D e biplanar.

O que analisar no momento de escolher o ultrassom ideal para a sua clínica

Certos aparelhos possuem a capacidade de fornecer mais de um tipo de imagem e é isso, muitas vezes, que os torna mais caros. Alguns modelos possuem capacidade da fazer exames em 2D até 4D, enquanto são exclusivos para exames com imagens de alta definição.

Ao pensar em qual ultrassom escolher, determine antes a necessidade do seu negócio, as especialidades que você atenderá e quantas máquinas você quer comprar. Se estiver planejando em equipar uma clínica, talvez não seja necessário investir na tecnologia mais avançada para todas as salas de exames.

Uma boa alternativa é investir em ultrassons seminovos: eles são extremamente eficientes e podem ser adquiridos por um valor muito abaixo dos aparelhos novos, que tendem a ser muito caros. Existem empresas que se especializam nesse nicho e oferecem produtos de qualidade.

 

Ficou com alguma dúvida sobre como escolher e comprar um ultrassom de acordo com a sua demanda? Deixe sua pergunta nos comentários!

us-book-dicas-boas-praticas-aparelho-ultrassom-ebook

Deixe um comentário