O que é Transdutor Matricial e quais os benefícios em seu uso

Ainda existe muita dúvida em relação ao tipo de transdutor ideal para cada situação.

Afinal, são muitas opções disponíveis, como mostramos neste post.

O transdutor Matricial é uma dessas opções e entra na categoria de transdutores especiais, assim como o volumétrico, entre outros.

Neste artigo, vamos explorar mais a fundo esta tecnologia, explicando como funciona, indicação de uso e benefícios. Continue lendo!

O que é o transdutor matricial?

Vamos explicar basicamente como funciona um transdutor convencional: por ser 1D, o aparelho emite o pulso elétrico em uma direção e interpreta com precisão apenas o que está exatamente em frente.

Tudo o que não está naquela posição fica distorcido, como bordas, artérias, volumes, etc.

Uma evolução desse transdutor matricial é o transdutor com abertura expandida, que possui uma série de  fileiras de eletrodos que emitem pulsos de intensidades diferentes.

Ao receber esses pulsos de volta, é possível ter uma imagem muito mais clara da estrutura que está sendo analisada, com menos distorções.

Porém esse pulso ainda não consegue gerar imagens 3D, apenas tem um campo de visão 1D um pouco maior que a versão anterior.

A diferença para o transdutor matricial é que este possui eletrodos que fazem análises em 2D, um controle que permite variar as intensidades dos pulsos dos eletrodos independentemente e um mecanismo de varredura sem precisar realizar o movimento mecânico de reposicionar o transdutor, gerando assim uma imagem 3D.

Outra diferença significativa é que enquanto o transdutor tradicional possui de 96 a 128 cristais, o transdutor linear matricial possui de 256 a 512 cristais. Essa diferença influencia diretamente na qualidade da imagem gerada, o que torna o transdutor matricial muito superior neste quesito.

O transdutor matricial ainda consegue diferenciar a espessura do tecido analisado.

Indicação do uso do Transdutor Matricial

O transdutor matricial é muito utilizado quando é preciso analisar fluxos, como na ultrassonografia cardiovascular, por exemplo.

Sua capacidade de diferenciar sentido de fluxo, espessuras e outros fatores o torna um ótimo aliado para exames precisos e eficientes.

Essa tecnologia conseguiu, inclusive, substituir o contraste de microbolhas, reduzindo a indicação deste método para apenas 2,5% dos casos.

O transdutor linear matricial é altamente indicado para exames em músculo esquelético e pequenas partes.

Benefícios no uso do Transdutor Linear Matricial

  • Maior precisão de imagens;
  • Cortes precisos e regulares da espessura do tecido;
  • Criação de imagens volumétricas com foco preciso.

Vale ressaltar que não são todas as marcas que dispõe dessa tecnologia.

Alguns exemplos que aceitam esse transdutores matriciais são os Ultrassons Ge Logiq 9 e Logiq P6, alguns equipamentos da marca Philips, entre outros.

 

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários! Podemos te ajudar.

us-book-dicas-boas-praticas-aparelho-ultrassom-ebook

Deixe um comentário