Selecione o idioma: BR | USA | ES

Veja também: Venda Locação

HOME / BLOG

Blog

Filtros de Pesquisa

Quais são os produtos indicados para limpeza dos transdutores de ultrassom?

06/06/2019 - POR REDAÇÃO

A vida útil de um transdutor de ultrassom depende da manutenção, da conservação e, acima de tudo, da limpeza. Em geral, entre um paciente e outro, é comum que esse processo de higienização seja feito com um papel-toalha seco, removendo o gel e qualquer material biológico do indivíduo que foi atendido anteriormente. No entanto, essa forma de limpar reduz apenas 45% das bactérias, sendo necessária uma intervenção maior.

 

 

Como se sabe, esse processo deve ser realizado especialmente para o controle de infecções, uma vez que uma limpeza deficiente aumenta o risco de contaminação cruzada. Por isso, é recomendado que uma higiene mais abrangente seja feita ao fim de cada dia, podendo ser de forma manual ou mecânica.

 

COMO HIGIENIZAR

Após se certificar de que os transdutores não estão com gel, a recomendação do American Institute of Ultrasound in Medicine é para tirar a proteção e utilizar uma gaze ou pano macio com água e sabão líquido (ou limpadores enzimáticos) para remover qualquer material da superfície. Depois, caso seja preciso enxaguar, é necessário ter cuidado e, em seguida, secar.

Ainda assim, antes de realizar o processo, o ideal é consultar o manual do transdutor comprado ou do equipamento de ultrassom, a fim de garantir o passo a passo adequado.


OS PRODUTOS DESINFETANTES

Ao escolher um desinfetante, certifique-se de ele seja apropriado para o tipo e aplicação do transdutor e que haja compatibilidade química com os materiais. Ademais, é importante consultar os rótulos e as recomendações da Association for Professionals in Infection Control, da Food and Drugs Administration e do CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos), principalmente porque o uso de produtos não recomendados pode danificar o aparelho e ainda, como dito anteriormente, representar riscos devido à má higienização.

Para a desinfecção, um produto de alto nível e com o pH mais próximo do neutro é o apropriado. Assim, os que são à base de glutaraldeído 2,4–3,2%; os não glutaraldeído, como o ortoftaldeído 0,55%, o peróxido de hidrogênio ou ácido peracético; e a solução de peróxido de hidrogênio 7,5% são os mais recomendados pelos fabricantes.

Apesar de ser bem conhecido, o hipoclorito de sódio 5,25% (água sanitária) não é o mais indicado, assim como o uso de álcool ou de produtos ácidos com pH 5 ou superior também não são boas opções, já que podem corroer a película do transdutor.

Tendo isso em vista, podem-se abolir todos os desinfetantes que contenham surfactantes, metanol, metiparabenol ou etilparabeno, polietilenoglicol, óleo mineral, óleo lubrificante, loções à base de óleo, acetona, amônia e iodo. Além disso, os lenços desinfetantes e os produtos em spray também não são liberados pela ANVISA.


PARA REPAROS E MANUTENÇÃO EM TRANSDUTORES DANIFICADOS

Especialista em equipamentos de ultrassom 3D e 4D, transdutores, softwares de captura de laudos, acessórios ginecológicos, vídeo printers e equipamentos de uso veterinário, a US e CIA oferece reparo, manutenção e também venda ou locação de equipamentos de ultrassonografia – incluindo transdutores - para todo o Brasil, pra que você possa garantir as melhores soluções para sua clínica, hospital e consultório médico.

Conheça nossa empresa navegando pelo site e clique aqui para agendar uma visita!

Novo e-book gratuito

As melhores dicas e soluções em conservação para seu equipamento estão aqui.

Baixar agora!
Me chame no WhatsApp Agora!